Artigos Técnicos

A Verdadeira Face da Logística


Artigo escrito por Marco Antonio Oliveira Neves, Diretor da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda

Começo este artigo fazendo-lhe uma pergunta: qual o verdadeiro objetivo a ser alcançado com a estratégia logística de uma empresa?

Acertou quem respondeu que o objetivo primordial da logística é criar DIFERENCIAIS de serviço em relação à concorrência, e assim, permitir que as empresas VENDAM MAIS.

Duas empresas de renome que atuam no comércio eletrônico têm o mesmo preço para um determinado produto; uma entrega na Grande São Paulo em um dia útil e a outra em até três dias úteis. Como consumidor quem você escolheria?

Outro exemplo: determinado fabricante de móveis permite o agendamento do dia da entrega, incluindo no seu serviço uma confirmação prévia 48 horas antes da data inicialmente programada; outra empresa informa que entregará em até 35 dias corridos. Considerando diferenças desprezíveis de preço, por qual empresa você optaria?

Mas se isso é verdade, por que então a grande maioria dos gestores da área de logística foca exclusivamente os seus esforços na redução dos custos, especialmente nas despesas com fretes?

Isso é óbvio! Por que "ainda" é muito fácil pressionar Transportadoras e obter economias de uma forma rápida e representativa. A receita é simples, bastando usar as mais diversas técnicas terroristas para ameaçá-los e extrair deles algum ganho financeiro. Posso adiantar-lhes que isso ficará cada vez mais difícil...

Profissionais inteligentes e devidamente capacitados buscam parcerias do tipo ganha-ganha e relacionamentos de médio a longo prazo, e utilizam a logística como forma de proporcionar à sua empresa um maior volume de vendas. Trabalham de forma consistente a questão da colaboração e da visibilidade dentro da cadeia de abastecimento.

Sabem resolver como poucos o binômio custo x nível de serviço e obter rentabilidade para o negócio. Têm consciência de que a abrupta redução de custos trará muito mais problemas do que soluções. Mas é claro que não deixam de lidar com a redução de custos logísticos, mas ao invés de substituir uma boa transportadora pela "Transtorno", procuram, por exemplo, revisar a malha logística existente e o modelo operacional praticado e preferem discutir em conjunto com seus parceiros formas alternativas com benefícios para ambas as partes.

Esses raros profissionais, além do frete, enxergam oportunidades na política de estoques vigente, no fluxo de materiais inbound e outbound, na gestão dos pedidos de seus Clientes, no relacionamento com Fornecedores, etc.

Esses diferenciados talentos têm uma clara visão de Cliente interno, e tratam a área de Vendas como importante parceiro e aliado, e evitam os tradicionais conflitos departamentais.

Infelizmente ainda são poucos, muito poucos. Por isso, ainda existem gigantescas oportunidades nas empresas. Basta capacitar-se e rever a sua postura.

Capacite-se em técnicas para projetos logísticos, em estatística, informática, matemática financeira, custos, legislação fiscal e tributária, etc.

Se você quer resultados imediatos e pouco consistentes, insista na "velha" metodologia terrorista. Coloquem em práticas as "mirabolantes" técnicas de persuasão aprendidas.

Ao contrário, se você quer ir além, de forma segura e perene, tenha uma visão diferenciada, e ao invés de da "queda-de-braço" com Clientes internos, Clientes externos e Fornecedores, procure andar de "mãos dadas" com todos os entes da cadeia de abastecimento!



Telefone: +55 11 2694-1391 | marcoantonio@guepardologistica.com.br
Guepardo Consultoria em Logística | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento:
empresas do grupo:
TigerlogNet Logística